top of page

NOSSAS URNAS EM 2022 – 1º TURNO

Marília elege primeira mulher parlamentar de sua história e reprisa dobradinha na Alesp após mais de mais de cinco décadas com 4ª reeleição de líder de governo derrotado. Cidade escolhe representatividade indireta para Câmara dos Deputados a espera de ‘promoção’ de suplente. Confira todas as votações na cidade – inclusive nos próprios marilienses natos ou radicados

Pouco mais de 132 mil eleitores(as) de Marília foram às urnas neste domingo (2) para a (re)eleição do Presidente da República, governador paulista, de um senador e de deputados estaduais e federais.

A apuração encerrada pouco antes das 21 horas confirmou previsão da tendência de escolhas à direita do eleitorado, mas também uma dupla eleição de candidaturas locais – uma delas, histórica para a cidade.

De quebra, Marília ainda garantiu uma representatividade indireta para a Câmara dos Deputados, com eventual possibilidade de dobrar o número de cadeiras em Brasília (DF) caso se repita o histórico de um candidato radicado por aqui.

O desempenho dos principais candidatos – inclusive os de Marília – e do eleitorado você confere neste post, com análise de cargos e contextos apresentados pelas urnas neste primeiro turno das Eleições-2022.


PRIMEIRA MULHER

Pela primeira vez, Marília será representada por uma mulher em um parlamento de estado – no caso, o paulista. Dani Alonso (PL) foi eleita com 80.337 votos – 29.499 (36,72%) entregues pelas urnas da cidade.

“Foi dada a largada para que outras também possam ter essa oportunidade”, afirmou a nova deputada estadual da cidade, em entrevista em seu comitê, ainda na noite deste domingo (2), no centro de Marília.

Dani estava acompanhada do deputado federal reeleito e mais votado de Marília em 2022, Capitão Augusto (PL). “Agradeço imensamente. Algo inédito para mim. Espere para ver como será o nosso próximo mandato”, afirmou ao blog.


DOBRADINHA

A filha do prefeito Daniel Alonso (PL) fará dobradinha na Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo (Alesp) com Vinícius Camarinha (PSDB), reeleito neste domingo (2) pela quinta vez em sua carreira política.

Camarinha repetiu o feito de ter sido sempre o mais votado da cidade para o cargo de deputado estadual, agora em 43.171 votos apenas na cidade, mas agora com total de 123.316 – quase o dobro dos 65.441 de 2018.

“A minha palavra é de gratidão. É uma votação que aumenta ainda mais a minha responsabilidade e o meu trabalho para honrar o apoio de todos”, afirmou o deputado através de sua assessoria de imprensa.

FIM DE JEJUM

Desde 2007, Vinícius era o único representante de Marília na Alesp. Saiu para ser prefeito por um mandato (2013-2016) e voltou. Com a eleição de Dani Alonso (PL), Marília encerrará um jejum de mais de cinco décadas de dupla representatividade na Alesp.

A última e única vez que isso ocorreu foi durante os anos de 1963 e 1971 com Fernando Mauro Pires da Rocha (1914-1985) e Diogo Nomura (1920-2005). Doreto Campanari (1930-2021) e Abelardo Camarinha tiveram legislaturas solo.

Em seu primeiro mandato como deputado estadual, entre 2003 e 2006, Vinícius Camarinha dividiu a legislatura com Joseph Zuza (PRP), então candidato por Pompeia (SP), e não Marília. Por isso a exclusão da lista de deputados estaduais locais por este blog.


INDIRETO EM BRASÍLIA

O critério é o mesmo aplicado ao Capitão Augusto (PL), que não nasceu e, tampouco, reside em Marília, mas que, pelos vínculos pessoais e políticos, será um representante indireto da cidade na Câmara dos Deputados.

“A expectativa é que tenhamos grandes resultados e coloquemos nosso trabalho, meu e da Dani, a disposição do Daniel Alonso para que faça uma gestão melhor ainda da que já tem feito”, afirmou Augusto ao blog.

Segundo candidato a deputado federal mais votado na cidade neste domingo (2), Walter Ihoshi (PSD) será suplente. Nesta mesma condição, foi alçado aos seus três mandatos. Se acontecer de novo, ela ‘dobra’ a representatividade de Marília em Brasília (DF).

Ihoshi foi procurado ainda na noite deste domingo (2). A assessoria de imprensa informou que ele analisará sua participação nas urnas em entrevista na manhã desta segunda (3) nos estúdios locais da Jovem Pan.


À DIREITA

Conforme este blog já havia antecipado em análise publicada no último sábado (1), os eleitores em Marília mantiveram a tendência histórica de escolha de candidatos e candidatas de centro-direita. Confira os números abaixo:


PRESIDENCIA DA REPÚBLICA

Jair Bolsonaro (PL): 83.212 (62,87%)

Lula (PT): 37.724 (28,50%)

Simone Tebet (MDB): 6.103 (4,61%)

Ciro Gomes (PDT): 3.861 (2,92%)

Felipe D’Avila (Novo): 648 (0,49%)

Soraya Thronicke (União Brasil): 516 (0,39%)

Sofia Manzano (PCB): 95 (0,07%)

Padre Kelmon (PTB): 93 (0,07%)

Léo Péricles (UP): 73 (0, 06%)

Vera (PSTU): 21 (0,02%)

Constituinte Eymael: 13 (0,01%)

VOTOS VÁLIDOS: 132.359 (94,73%) | BRANCOS: 2.999 (2,15%) | NULOS: 4.364 (3,12%)


GOVERNO DE SÃO PAULO

Tarcísio de Freitas (Republicanos): 70.955 (58,21%)

Fernando Haddad (PT): 27.888 (22,88%)

Rodrigo Garcia (PSDB): 20.240 (16,60%)

Vinícius Poit (Novo): 1.292 (1,06%)

Elvis Cezar (PDT): 840 (0,69%)

Carol Vigliar (UP): 311 (0,36%)

Gabriel Colombo (PCB): 253 (0,21%)

Altino (PSTU): 66 (0,05%)

Antonio Jorge (DC): 30 (0,02%)

Edson Dorta (PCO): 17 (0,01%)

VOTOS VÁLIDOS: 121.892 (87,41%) | BRANCOS: 8.235 (5,91%) | NULOS: 9.317 (6,68%)


SENADO

Astronauta Marcos Pontes (PL): 75.094 (68,21%)

Márcio França (PSB): 24.532 (22,28%)

Edson Aparecido (MDB): 5.923 (5,38%)

Janaína Paschoal (PRTB): 1.435 (1,30%)

Vivian Mendes (UP): 1.039 (0,94%)

Aldo Rebelo (PC do B): 939 (0,85%)

Ricardo Mellão (Novo): 716 (0,65%)

Professor Tito Bellini (PCB): 270 (0,25%)

Dr. Azkoul (DC): 53 (0,05%)

Antonio Carlos (PCO): 47 (0,04%)

Mancha Coletivo Socialista (PSTU): 43 (0,04%)

VOTOS VÁLIDOS: 110.091 (83,96%) | BRANCOS: 10.473 (7,99%) | NULOS: 10.562 (8,05%)


TOP 10 PARA CAMARA DOS DEPUTADOS

Capitão Augusto (PL): 12.527 (10,88%)

Walter Ihoshi (PSD): 10.580 (9,19%)

Juliano da Campestre (Patriota): 10.250 (8,90%)

Carla Zambelli (PL): 5.024 (4,36%)

Ricardo Salles (PL): 3.819 (3,32%)

Eduardo Bolsonaro (PL): 3.759 (3,26%)

Guilherme Boulos (PSOL): 3.503 (3,04%)

Vinicius Carvalho (Republicanos): 2.855 (2,48%)

Vanderlei Macris (PSDB): 2.785 (2,42%)

Maurício Neves (PP): 2.492 (2,16%)

VOTOS VÁLIDOS: 115.183 (87,84%) | BRANCOS: 9.784 (7,46%) | NULOS: 6.159 (4,70%)


TOP 10 PARA ASSEMBLEIA LEGISLATIVA

Vinícius Camarinha (PSDB): 43.171 (34,91%)

Dani Alonso (PL): 29.499 (23,86%)

Eduardo Suplicy (PT): 2.500 (2,02%)

Sebastião Santos (Republicanos): 2.115 (1,71%)

Sargento Neri (Patriota): 1.973 (1,60%)

Carlos Gianazzi (PSOL): 1.826 (1,48%)

Professora Bebel (PT): 1.507 (1,22%)

Major Mecca (PL): 1.369 (1,11%)

Dr. Ricardo Paoliello (PTB): 1.016 (0,82%)

Tomé Abduch (Republicanos): 916 (0,74%)

VOTOS VÁLIDOS: 123.650 (88,67%) | BRANCOS: 9.518 (6,83%) | NULOS: 6.276 (4,50%)


CANDIDATURAS LOCAIS

Confira o painel local e total de votos de candidatos de Marília:


ALESP

Vinícius Camarinha (PSDB): 43.171 (34,91%) | Total: 123.316 (0,53%)

Dani Alonso (PL): 29.499 (23,86%) | Total: 80.337 (0,34%)

Dr. Ricardo Paoliello (PTB): 1.016 (0,82%) | Total: 1.513 (0,01%)

Rafa Amadeu (PDT): 665 (0,54%) | Total: 976 (0,00%)

Thiago Zani (Solidariedade): 423 (0,34%) | Total: 766 (0,00%)

Engenheiro Roberto Monteiro (PSB): 397 (0,32%) | Total: 524 (0,00%)

Marcos Kohlmann (PMN): 310 (0,25%) | Total: 383 (0,00%)


CAMARA DOS DEPUTADOS

Capitão Augusto (PL): 12.527 (10,88%) | Total: 168.739 (0,71%)

Walter Ihoshi (PSD): 10.580 (9,19%) | Total: 55.025 (0,23%)

Juliano da Campestre (Patriota): 10.250 (8,90%) | Total: 21.908 (0,09%)

Renato Taroco (Republicanos): 1.698 (1,47%) | Total: 20.896 (0,09%)

Paula Tosin (PSC): 263 (0,23%) | Total: 445 (0,00%)

Helcio (Novo): 262 (0,23%) | Total: 641 (0,00%)

Fran Duran (PMN): 66 (0,06%) | Total: 84 (0,00%)


GOVERNO PAULISTA

Lilian Miranda (PCO): 17 (0,01%) | Total: 5.305 (0,02%)

112 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page