top of page

VAI-E-VEM DOS PADRES

Atualizado: 19 de dez. de 2023

Apenas uma paróquia de Marília tem troca de pároco em 2024. Recém ordenados assumem comunidades em Avencas e Garça. Cônego irmão de ministro do STF segue em ‘tempo de descanso’ desde 2021. Confira breve perfil dos padres que mudam de paróquia no próximo ano

Mudança nas sacristias: padres assumem novas comunidades a partir de janeiro de 2024 | Fotos: Redes Sociais

Apenas uma das 19 paróquias de Marília terá um novo pároco em 2024. A única mudança consta na Circular de transferência de padres assinada por Dom Luiz Antonio Cipolini e divulgada nesta sexta-feira (6) pela Diocese de Marília.

A Paróquia Santa Edwiges, da zona norte, conhecerá seu segundo pároco desde sua instalação, em 2018, pelo padre André Luiz Martins dos Santos. Ele será substituído pelo padre Adriano dos Santos Andrade, hoje pároco da Sagrada Família de Lucélia (SP) e da Santa Luzia, de Pracinha (SP).

Ambos completarão seis anos à frente de suas comunidades – tempo suscetível a transferência, conforme costume na Diocese de Marília. Outros três padres trocarão de paróquia pelo mesmo motivo.



RECÉM-ORDENADOS

Ordenado há menos de um mês, o padre Muriel Filippe será administrador paroquial da Paróquia Nossa Senhora Auxiliadora do distrito de Avencas e vigário da Paróquia Nossa Senhora Perpétuo Socorro de Marília.

O padre Bruno Franco de Lima, que recebeu a batina em agosto, será administrador paroquial das Paróquias de São Pedro Apóstolo de Garça (SP) e Santa Cecília, de Álvaro de Carvalho (SP) – apenas 19 quilômetros separam ambas as cidades.

O próximo padre a ser ordenado na Diocese de Marília é o diácono Guilherme Ulian. A celebração acontece na próxima sexta (13), na Paróquia Santo Antonio, em Junqueirópolis (SP). Ulian auxilia pastorais na Paróquia São Pedro Apóstolo de Garça (SP).

PERÍODO ‘SABÁTICO’

Pelo segundo ano consecutivo, o cônego José Carlos Dias Toffoli não apareceu entre os nomeados pelo bispo para nenhuma paróquia. Oficialmente, ele segue em ‘tempo de descanso’ desde 1º de dezembro de 2021.

Irmão do ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Dias Tóffoli, o cônego entrou em ‘período sabático’ em meio às publicações do site O Antagonista sobre sua participação societária em um resort no Paraná.


Documento da Junta Comercial do Estado de São Paulo (Jucesp) a que o blog teve acesso informa a ‘eleição’ do padre como diretor presidente da Maridt Participações em 27 de janeiro de 2021 e ‘destituição/renúncia’ ao cargo em 30 de março de 2023.

A Maridt Participações é uma holding que compõe o grupo societário que administra o Tayaya Aqua Resort, em Ribeirão Claro (PR). O cônego não comenta sobre o assunto. A sua última atuação pastoral foi na Paróquia Sagrada Família de Marília.


MESTRADO

Desta mesma comunidade da zona norte saiu para o seminário o padre Anderson Messina Perini que, agora, deixa a Paróquia São Pedro Apóstolo de Garça para ser administrador paroquial da Paróquia Jesus Bom Pastor da Diocese de Santo André (SP).

Rumo aos estudos: Pe. Anderson Perini deixa Garça (SP) rumo a Santo André (SP) para cursar mestrado

O sacerdote cursará o mestrado em Teologia com ênfase em Liturgia e Espiritualidade na Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC/SP). A transferência contou com apoio do bispo de Santo André, Dom Pedro Carlos Cipollini, irmão do epíscopo de Marília.


PADRES TRANSFERIDOS

Saiba quais são os sacerdotes que mudarão de paróquia em 2024:


REGIÃO 1

ADRIANO DOS SANTOS ANDRADE

Assumirá a Paróquia Santa Edwiges de Marília. Está desde 2018 nas Paróquias Sagrada Família de Lucélia (SP) e Santa Luzia, de Pracinha (SP). Aos 44 anos, tem 14 de sacerdócio.


ANDRÉ LUIZ MARTINS DOS SANTOS

Primeiro pároco da Paróquia Santa Edwiges, que recebeu como Pró-Paróquia, em 2018, ano da criação paroquial, ele será administrador das Paróquias de Nossa Senhora Aparecida de Quintana (SP) e do distrito de Paulópolis (SP). Completará 35 anos na próxima quarta (11), dos quais sete dedicados ao sacerdócio.


BRUNO FRANCO DE LIMA

Ordenado padre há pouco mais de dois meses, o vigário paroquial da Catedral São Bento assumirá a administração paroquial das Paróquias São Pedro Apóstolo de Garça e Santa Cecília de Álvaro de Carvalho (SP). Tem 37 anos.


EDSON DE OLIVEIRA LIMA

O pároco das Paróquias Nossa Senhora Aparecida de Quintana (SP) e do Distrito de Paulópolis assumirá comunidade de igual padroeira, em Oriente, a única da história da Diocese de Marília já duplamente administrada por um ‘padre-prefeito’. Aos 50 anos, tem 22 anos de sacerdócio.


MURIEL FILIPPE DA SILVA

Ordenado padre há apenas um mês, o atual vigário paroquial das paróquias Sagrada Família, de Lucélia (SP) e Santa Luzia, de Pracinha (SP) será administrador paroquial da Paróquia Nossa Senhora Auxiliadora do distrito de Avencas e vigário da Paróquia Nossa Senhora do Perpétuo Socorro. Tem 27 anos.


RAFAEL LOPES CIUFFA

O vigário paroquial de Nossa Senhora de Fátima de Adamantina (SP) desempenhará a mesma função na Paróquia Nossa Senhora do Rosário, em Pompeia (SP). Tem 31 anos e completará cinco anos de sacerdócio na próxima sexta-feira (13).


REGIÃO 2

DANILO CORDEIRO DE LIMA

O vigário da Paróquia Nossa Senhora do Rosário, de Pompeia (SP) será administrador paroquial da Paroquia Santa Luzia de Pracinha (SP) e vigário paroquial da Sagrada Família de Lucélia (SP). Tem 30 anos e foi ordenado em 2019.


DIEGO LUIZ CARVALHO DE SOUZA

O administrador paroquial das Paróquias Nossa Senhora Aparecida de Nova Guataporanga (SP) e São João Batista, de São João do Pau D’Alho será o novo vigário da Paroquia São Francisco Xavier, de Bastos (SP). Ele deixa as duas comunidades após pedido de renúncia formalizado em carta enviada ao bispo, datada do dia 14 de setembro, segundo informou neste sábado (7) a Pastoral de Comunicação da diocese. Tem 30 anos e foi ordenado há quase quatro.


LUCIANO RUIZ TALARICO

O pároco da Paróquia Nossa Senhora Aparecida de Queiroz (SP) assumirá a Paróquia São Luiz Gonzaga de Iacri (SP). Tem 48 anos – 16 deles de sacerdócio.


MURILO APARECIDO DIAS

Administrador paroquial da Nossa Senhora Aparecida de Oriente (SP), assumirá comunidade com mesma padroeira, na mesma função, em Queiroz (SP). Nascido em 12 de outubro, Dia da Padroeira do Brasil, completará 34 anos na próxima quinta. Tem quase oito anos de sacerdócio.


SIDNEI DE PAULA SANTOS

O pároco de São Luiz Gonzaga de Iacri (SP) assumirá a Sagrada Família de Lucélia (SP). Tem 59 anos – 32 de sacerdócio.


REGIÃO 3

JOSÉ JOÃO DI CICCO

Após somente um ano como administrador paroquial da Nossa Senhora Auxiliadora do distrito de Avencas e vigário paroquial da Nossa Senhora do Perpétuo Socorro de Marília assumirá a administração paroquial da Nossa Senhora Aparecida de Nova Guataporanga (SP) e São João Batista, de São João do Pau D’Alho. Tem 58 anos e quase 23 de sacerdócio.


VITOR HUGO PINHEIRO

Administrador paroquial de Santa Cecília de Álvaro de Carvalho (SP) e vigário paroquial da São Pedro Apóstolo de Garça (SP) será administrador paroquial da São Pedro Apóstolo de Paulicéia (SP)


CONFIRA ABAIXO A CIRCULAR DE TRANSFERÊNCIA DE PADRES


604 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page